Bom ano!

Normalmente, no primeiro dia do ano procuro ler o que fui escrevendo no meu “livro de pensamentos” ao longo do ano anterior. Este é um hábito que desenvolvi desde a minha juventude e que me incentiva a estabelecer alvos para o início de cada ano, ou áreas em que devo crescer.

No final de cada ano, olho para trás, analiso se os atingi e penso noutros alvos para o ano que se inicia.

O que me alegra neste dia é poder dizer que um dos que tinha estabelecido, pela graça de Deus, consegui atingir. Esse alvo tinha a ver com editar algumas das mensagens que tenho partilhado com a IEBSAC, de modo a poder partilhá-las com mais pessoas que não as tem ouvido, nomeadamente as que estavam a ministrar nas classes infantis. Esta é uma forma de lhes agradecer e também contribuir para a sua edificação espiritual. Por outro lado queria também ter algo escrito e que pudesse servir de testemunho cristão aos meus amigos ou colegas de trabalho. Foi uma forma de Partilhar a Palavra, que foi o tema enfatizado no ano 2014.

Vamos iniciar um novo ano e com ele novos desafios nos surgem tanto a nível pessoal, professional, como a nível ministerial com a Igreja. Como todos sabem, temos uma liderança da igreja constítuida por servos de Deus, que “não vivem do evangelho” mas que são “fazedores de tendas”, tal como era o apóstolo Paulo.

Tal condição deve ser entendida por todos, não para nos queixarmos mas sim para nos incentivar a fazer mais, apesar dos poucos recursos e menor tempo disponível para a obra. Tal condição deve também levar-vos, aos que amam o Senhor, a se envolverem mais com a Sua obra através desta igreja local.

2015 será por isso o ano do COMPROMISSO!

Ouvir, no culto de final de ano, pessoas a orarem, afirmando que desejam crescer espiritualmente e servir mais a Deus, e não o mundo, é tudo aquilo que nos leva a dar graças a Deus e a prosseguir neste estreito caminho com Cristo. Neste novo ano: “Prepara-te para te apresentares diante de Deus, de maneira que lhe agrade, como um trabalhador que não tem nada de que se envergonhar e que proclama a palavra da verdade com retidão.” (2a Tim.2:15, BPT)

Vitor Mota

Leave A Comment