Quando a Bíblia questiona a nossa violência!

Este é o título da exposição que a IEBSAC está a divulgar à nossa comunidade em SAC ao longo deste mês. Esta produção da Sociedade Bíblica de Portugal mostra-nos e ajuda-nos a refletir sobre alguns aspetos importantes relacionados com a violência.

Quais as raízes da violência? A violência enfurece Deus. Para que serve o poder? Qual é a resposta à violência? E qual o desafio para a nova humanidade? Esta serão as principais questões que iremos abordar ao longo deste mês, não apenas nos cultos dominicais mas também no grupo de jovens e, dentro do possível, nos grupos familiares. Sugiro também que reflita com a sua familia sobre este tema.

ABíblia não evita abordar o tema da violência, bem pelo contrário. Desde Génesis ao Apocalipse vemos a violência a fazer parte da vida do ser humano, mesmo para aqueles que são filhos de Deus. O Rei David é um bom exemplo, sendo que ele procurou lidar com a violência, pedindo ajuda a Deus para o transformar e guiar, de modo a não ser guiado por ela, mas pelo bom Espírito de Deus. As suas palavras no Salmo 143:8-12, ilustram bem isso:

“Faz-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Livra-me, SENHOR, dos meus inimigos; pois em ti é que me refugio. Ensina-me a fazer a tua vontade, pois tu és o meu Deus; guie-me o teu bom Espírito por terreno plano. Vivifica-me, SENHOR, por amor do teu nome; por amor da tua justiça, tira da tribulação a minha alma. E, por tua misericórdia, dá cabo dos meus inimigos e destrói todos os que me atribulam a alma, pois eu sou teu servo.” (ARA)

Continuando a desafiar a nossa comunidade para a memorização das Escrituras, quero incentivar todos a memorizarem este texto. Para ser mais fácil iremos aprender uma música inspirada no mesmo para que ela ande nos nossos corações e mente ao longo dos dias. Desta forma todos iremos memorizar mais da Palavra de Deus. Experimente e será muito abençoado!

Vitor MotaWP_20141025_17_04_02_Pro

Quando a Bíblia questiona a nossa violência!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Scroll to top